Para a prescrição de óculos ou lentes de contato e para examinar o interior do olho pode ser necessário “dilatar” a pupila, o que é feito com o uso de algumas gotas de colírio. O paciente com as pupilas “dilatadas” geralmente fica com maior sensibilidade à claridade e com a visão um pouco embaçada e com dificuldade de enxergar de perto. É recomendado que o paciente compareça à consulta acompanhado, evite dirigir com a pupila dilatada e traga óculos escuros para diminuir o desconforto. O efeito do colírio passa depois de algumas horas e a visão volta ao normal.